Sua empresa tem superávit ou lucro de verdade

Sua empresa tem superávit ou lucro de verdade

25 de março de 2021 0 Por autor

Qual base você utiliza para identificar o lucro da sua empresa?

Existe diferença entre apurar o lucro pelas sobras do caixa (superávit) e pelo chamado “regime de competência”, vamos entender essa diferença.

Para garantir uma boa interpretação da situação financeira da sua empresa, alguns conceitos não podem passar despercebidos, e conhecê-los vai mudar sua visão radicalmente.

Para começar vamos entender os conceitos chamados “Regime de Caixa” e ” Regime de Competência”.

Regime de Caixa
É um conceito simples e normalmente o mais conhecido pelos pequenos empresários.
No regime de caixa apura-se as entrada e saídas do caixa e contas bancárias e o saldo das transações aponta o superávit (sobra de dinheiro) ou o Déficit (falta de dinheiro).
Vale reforçar que neste regime apura-se contas pagas e recebidas.

Regime de Competência
Este sim é o conceito que define se sua empresa tem lucro ou prejuízo ao longo de um período.
Neste conceito apurasse a data da geração das despesas ou receitas
(Descrito pela contabilidade como “fato gerador”).

Conclusão:
A principal diferença entre o Regime de Caixa do Regime de Competência da sua empresa dentro de um mês fechado está no simples motivo de que o Regime de Caixa determina se entrou mais dinheiro do que saiu no período, já o Regime de Competência determina se as vendas realizadas dentro do mesmo período foram suficientes para gerar lucro para o negócio.

É possível ter superávit sem ter lucro:
Isso é sem dúvida muito perigoso, caso você faça sua gestão apurando o “lucro” com base no regime de caixa, ou seja, entendendo que o superávit é seu lucro pode estar levando seu negócio para uma rota de colisão.

Neste cenário qualquer capital que você investir no negócio será “jogado fora” a médio prazo.

As consequências aqui são: Estava tudo caminhando bem, porém de hora para outra você começa a não ter recursos para pagar as contas em dia.

Normalmente empresários acabam recorrendo a empréstimos para tentar reverter e pagar suas contas, porém eu reforço que neste cenário quando mais dinheiro for investido maior será o prejuízo.
Também é possível ter lucro mas faltar dinheiro no caixa:
Mesmo com lucro seu caixa pode estar com déficit, esse também é um caminho perigoso, pode sinalizar que suas vendas estão sendo feitas com prazos de recebimento muito longos em comparação aos seus prazos de pagamentos.

Neste cenário é muito importante fazer uma boa gestão do ciclo financeiro e apurar sua real necessidade de capital de giro evitando assim que seja necessário captar recursos por meio de empréstimos, o que poderia gerar novas despesas (juros).

 

Outro ponto de atenção nesse cenário é com o risco de inadimplência, ela pode transformar seu lucro em prejuízo e muita dor de cabeça.

As consequências aqui são: Caso não tenha o capital de giro necessário, é possível faltar recursos em caixa para pagar as contas em dia.

Sugestões:

Sugiro que você apure informações utilizando os dois regimes e com base neles conduza sua empresa para o sucesso, não se esqueça que é necessário ter dinheiro em caixa (superávit) mas também é muito importante que sua operação de venda gere lucros que cubram todas as suas despesas.

Também sugiro que você utilize um software de gestão para sua empresa:

Um bom software de gestão vai te apresentar resultados rápidos e confiáveis para que você tome decisões seguras.

Com um software você vai conseguir diminuir erros e gerar melhores análises e isso vai te ajudar a diminuir despesas já que com ele o tempo gasto para apurações é muito menor.

O software da Movimento Sistemas foi desenvolvido para gestores dinâmicos, que desejam gerir todos os indicadores da sua empresa de forma automatizada

 

Raphael Machado
Gestor empresarial.